Blog Day 2015

Se tem uma coisa que eu gosto muito nessa vida é descobrir coisas novas, conhecer pessoas novas e interessantes e quando isso vem em formato de blog é melhor ainda. A internet anda muito sem graça ultimamente e conhecer lugares na web onde você se sente em casa e sente vontade de visitar todos os dias é muito confortante. 

No dia 31 de agosto é comemorado o Blog Day (e do nutricionista também o/), por isso um pessoal de um grupo bem legal de blogueiros chamado Rotaroots sugeriu uma blogagem coletiva para que sejam indicados alguns blogs que você ama para que outras pessoas possam amar também. Foi escolhido dia 31/08 porque os números se "parecem" com a palavra blog: 3108=BLOG. Esses são meus amadinhos:

 - 5 BLOGS QUE NÃO SAEM DO MEU FEED:

1) COISAS FÚTEIS: Que de fútil não tem nada, são só coisas úteis! Eu posso dizer que este é um blog que acesso todos os dias, a Estefanie fala de assuntos mais voltados ao minimalismo, natureza, bem-estar, com uma pegada de yoga, meditação, coisas simples que me encantam e merecem estar no meu feed ever <3

2) NÃO SEI LIDAR: Realmente não sei lidar com esse blog de tanto que eu gosto! O Felipe é engraçado, posta sobre coisas que acontecem com ele e faz algumas reflexões bem legais sobre diversos assuntos que eu particularmente nunca havia pensado sobre, mas que fazem muito sentido depois que leio os textos dele. Outro que acesso todos os dias <3

3) PE-DRI-NHA: Sou apaixonada pela Manie! Ela tem um jeitinho doce de falar de coisa séria e agora está contando como está sua vida em outra cidade, morando sozinha e começando uma faculdade, tudo que eu já passei, por isso me identifico bastante com ela <3

4) SERNAIOTTO: A Lominha é super simpática e sempre está disponibilizando vários freebies e dicas bem legais para as blogueiras, além de nos contar como está a vida na Coréia <3

5) MULHER VITROLA: A Renata é um amor, além de ser mamai de gatos assim como eu, gosto muito de acompanhar tanto o blog quanto o Facebook dela, sempre tem coisa legal por lá <3


 - 5 BLOGS QUE EU CONHECI NO ROTAROOTS:

1) OH SO FANGIRL: A Ana (nome lindo, viu?) eu descobri por causa do BEDA, lá do Rotaroots, ela fala bastante sobre séries, filmes, livros, e gente tô gostando muito dessa gaúcha <3

2) PRATODODIA: Outra Ana linda, que também descobri no BEDA, além de ter um blog com o nome inspirado no OTM assim como o meu, ela é muito querida, vontade de conhecer <3

3) NOVAS ALICES: A Maria ama Alice assim como eu e ela é de uma cidade aqui pertinho da minha (bora fazer encontrinho?), nem acredito que tem blogueiras tão legais aqui do lado <3

4) SHE AND SALLY: Nem sei o que falar da Sally, só que ela é muito fofa gente, parece boneca e casou esses dias, tá decorando a casa nova e fez umas viagens bem legais, muita inspiração pra uma pessoa só <3

5) BMRTT: A Ba Moretti eu conheci a pouquíssimo tempo, mas já gosto bastante, ela é bem excêntrica e divertida, gótica suave haha, brinks <3


 - 5 BLOGS PARA SAIR DA ROTINA:

1) BONJOUR CIRCUS: Bonjour é pra sair da rotina porque tem posts bastante diferentes dos que eu vejo por aí, bastante filosófico a sua maneira e sei lá, só gosto <3

2) EU, CORUJA: Sou fã do Charles por motivos de que ele é foda! Escritor, professor, comentarista dos mais variados assuntos, leitor assíduo e gateiro como eu (tem que ter gato envolvido né? tem!), enfim <3

3) TWO BEE: Acompanho a Bia desde os primórdios e gostei bastante da evolução dela tanto no blog quanto nos crafts legais que ela faz e agora ela tá ensinando pra gente <3

4) MUDANDO DE ASSUNTO: Nilsen tem sempre um assunto diferente pra tratar e é nerd girl <3

5) CAOS CRIATIVO: Jess é simples e tem uma maneira apaixonante de lidar com as palavras <3

É isso gente, esses foram os meus 15 blogs favoritos do momento, claro que tem muitos outros que eu amo e que não se encaixaram em nenhuma destas categorias, mas que em outra oportunidade podem aparecer por aqui. Ah, se quiserem ver o que outras pessoas indicaram no Blog Day só clicar neste link aqui ó.


Ela, a.k.a eu



Este post faz parte do projeto 642 coisas sobre as quais escrever e este é o item 1 que sugere uma descrição da sua aparência física (na terceira pessoa), como se você fosse a personagem de um livro, então "senta que lá vem história".

(...) e então ela chegou, com uma delicadeza destrambelhada ao andar, parecia estar com sono, acho que estava mesmo, ela vive com sono, se tem uma coisa que ela gosta de fazer nessa vida é dormir. Não a culpo, já que dormir também está dentre minhas ocupações favoritas.

Ela vinha rápido, atrasada como sempre e com sua bota estilo coturno desamarrada, mas não tinha tempo pra isso, ou amarrava, ou perdia o horário, era sempre assim, alguma coisa ficava por fazer. Conforme ia chegando perto dava pra perceber melhor o quanto seu cabelo havia crescido desde a ultima vez que nos vimos, achei estranho ver todo aquele cabelo, justo ela que sempre achava um corte diferente pra fazer. Mas eles estavam quase no meio das costas, na sua cor natural castanho escuro, acho que de todos esse era o corte mais bonito que ela já teve, cabelos longos combinam com ela.

Seus olhos eram quase da mesma cor do cabelo, talvez um pouco mais claros, mas igualmente belos, na minha opinião cabelos e olhos eram o que ela tinha de mais bonito fisicamente, não que as outras partes do corpo fossem feias, mas essas tinham um destaque, o olhar era daquele tipo que sorri, mesmo sem mexer os lábios.

E os lábios, esses eram pequenos, mas suficientes para ficarem lindos no sorriso que ela carregava consigo sempre e no batom vermelho que ela estava usando, que por sinal combinava com a blusa. Não sei ao certo se vermelho era sua cor favorita, mas junto com o azul era a cor que mais vi ela usando qualquer coisa, seja roupa, acessórios ou aura.

Ela tinha baixa estatura, pouco mais de um metro e meio, mas era grande por dentro, pelo menos até onde a conheci. Era magra, apesar de que desde que a vi pela ultima vez acho que ganhou alguns quilinhos, mas e daí? Ela continuava linda.

Quando a vi mais de perto consegui perceber que suas unhas estavam curtas e sem esmalte algum, lembro da preguiça que sempre teve quando o assunto era esmalte, só pintava as unhas para ocasiões especiais ou quando seu humor estava ótimo.

Ela se direcionava para o mesmo ônibus que eu, quando sentamos percebi que fiquei em um lugar propício para observá-la pelo reflexo da janela e observando com mais atenção pude perceber que aquela menina que eu sentia tanta falta era meu próprio reflexo. Há quanto tempo não prestava atenção em mim mesma? Foi naquele momento que voltei a me amar (...)


Tá, esse texto ficou um pouco egocêntrico e sem sentido, mas não sei me descrever direito, essa menina poderia ser qualquer uma, mas era ela, mais conhecida como eu.


Clube da luta


Título: Clube da luta
Autor: Chuck Palahniuk
Editora: LeYa
Páginas: 270
Sinopse: "Considerado um clássico desde a sua publicação em 1996, Clube da luta é hoje reconhecido como um dos romances mais originais e provocativos de sua década. O humor negro de Chuck Palahniuk narra a história de um jovem funcionário que descobre que sua frustração e ira não podem ser acalmadas com o consumo desenfreado que a mídia oferece. Ele encontra alívio e redenção após horas de luta em pequenos clubes escondidos nos porões de bares da cidade. O clube da luta é idealizado por Tyler Durden, que acredita ter encontrado uma maneira de viver fora dos limites da sociedade e de suas regras sem sentido. Mas o que está por vir de sua mente pode piorar muito daqui pra frente."

Clube da Luta, juntamente com Laranja Mecânica são com certeza meus livros favoritos na categoria crítica social. Apesar de ter sido publicado em 1996 podemos analisá-lo no contexto atual que ainda vai ser super válido. Este foi o primeiro livro do Chuck que li e me fez querer ler TODOS os outros dele porque simpatizei muito com o autor. Logo após ler o livro também assisti o filme, apesar de não gostar muito de filmes baseados em livros achei que esse ficou bem adaptado, claro que sempre faltam algumas coisas por ter sido bem sintetizado, mas dá pra entender a história só assistindo ao filme.

~ contém spoilers ~ 

Trata-se da história de um típico jovem que trabalha em uma empresa, tem sua rotina no escritório e viagens a trabalho, e ele basicamente trabalha para manter seu apartamento lindo e cheio de móveis caros, porém esses móveis sempre estão saindo fora de moda e ele tem que comprar outros e assim por diante. Ele começa a perceber esse mundo mesquinho no qual está enfiado e tenta de alguma forma fazer outra coisa. Ele também sofria de insônia, não conseguia dormir a dias, foi no médico, que não deu muita atenção ao seu caso e disse: "Se você quer realmente ver sofrimento vá a grupos de apoio a pessoas com câncer". E foi isso que ele fez, lá ele se sentia bem e só conseguia dormir se fosse aos grupos.

Mas parece que isso não bastava e foi então que conheceu Tyler em uma de suas viagens a trabalho, nesse momento a vida do protagonista estava de pernas pro ar porque sua mala havia ficado retida no aeroporto e ao chegar no seu apartamento o mesmo tinha sofrido uma explosão e seus móveis caros tinham virado carvão. Ele estava sem nada e resolveu pedir ajuda a Tyler para conseguir um abrigo. Tyler vendo a completa frustração de seu novo amigo pede que ele lhe dê um soco para aliviar sua tensão e eles começaram a lutar no estacionamento de uma lanchonete. E foi aí que surgiu o clube, onde as pessoas lutavam para aliviar, desabafar e externar sua raiva. Cada vez mais pessoas apareciam para participar do clube, o que era estranho porque a primeira regra do clube da luta é que você não deve falar sobre o clube da luta. Então como cada vez mais pessoas ficavam sabendo? Todo mundo quebrava as regras.

Também participa da história a Marla (que no filme é interpretada pela Helena Bonham Carter <3), ela participava dos grupos de apoio a pacientes com câncer também, apesar de não ter câncer algum e entra na vida dos dois de uma maneira dupla. O desfecho da história é surpreendente, principalmente quando você descobre que Tyler não existe, é muito louco, só lendo/assistindo pra entender. Não sei mais explicar o meu amor por essa história, é um amor violento, de querer esfregar na cara da sociedade que o ter não nos trás felicidade.

Acabou meu 101 em 1001


No meu antigo blog eu havia feito uma lista de 101 coisas para fazer em 1001 dias, como abandonei o blog confesso que também tinha esquecido um pouco da lista. Semana passada acabaram os 1001 dias e resolvi checar quais itens eu já tinha realizado e confesso que me surpreendi, pelas realizações e também porque as 101 coisas que eu queria em 2012 são tão diferentes das que eu quero agora, incrível como mudamos tanto em tão pouco tempo. Acompanhem comigo:

1) Terminar a faculdade de Nutrição: Terminei a graduação em 2012 e foi mais que um sonho realizado, foi uma conquista enorme porque eu venho de uma família simples que na época não tinha condições de pagar uma faculdade e ter me formado em uma universidade pública foi muito gratificante, faria tudo de novo, passaria pelos mesmos perrengues novamente só pra ter a sensação única de receber o diploma.

2) Começar a fazer DIY para o blog: Eu faço "Do it yourself" todos os dias da minha vida porque improvisação e gambiarra é comigo mesma e sou apaixonada por artesanato e trabalhos manuais, prefiro fazer eu mesma do que comprar pronto. Pra postar no blog até fiz alguns, mas como eu desanimei com a vida de blogueira e só estou voltando agora não continuei com essa ideia, mas nunca é tarde.

3) Postar pelo menos duas vezes por semana no blog: Cansei de metas, se eu colocar uma obrigatoriedade já deixa de ser um hobby e passa a ser chato, então nada de metas, ok? Ok!

4) Fazer a festa de formatura: Nada melhor que celebrar o sonho realizado, foi lindo, inesquecível. Também pelo fato de ter sido a ultima vez que minha turma inteira estaria reunida porque depois cada um foi pro seu lado e eu tenho certeza que nunca mais irei reencontrar todos, então foi também uma despedida, feliz e triste ao mesmo tempo.


5) Trabalhar na minha área: Consegui, e já fazem dois anos, o tempo passa rápido demais. Claro que ainda falta muito pra categoria melhorar, mas prefiro não comentar sobre isso agora.

6) Iniciar uma pós-graduação ou mestrado: Não deu, por inúmeros motivos. Ainda quero, mas não é uma prioridade no momento.

7) Me fixar em apenas uma cidade, parar de ficar indo pra lá e pra cá: Acho que consegui, já faz um ano e meio que não mudo de cidade e isso é uma grande coisa pra quem era nômade, as vezes a tentação é grande, mas desta vez as raízes são fortes.

8) Continuar me correspondendo por cartas com pelo menos 5 pessoas: As cartas estão indo bem devagar, demoro pra escrever e pra receber resposta, mas nunca desisti.

9) Conhecer 5 amigos virtuais: Essa é uma grande alegria porque amizade virtual vale tanto quanto qualquer outra, desvirtualizei várias pessoas nesse tempo; Maiara, Henrique, Erick, Danni, Thuany, Tommi e Anny.

10) Aprender a costurar: Digamos que não me dediquei a esse item, nem fui atrás nem nada, eu ainda quero, mas procrastinei.

11) Conhecer Aparecida do Norte: Fui em janeiro deste ano com toda a minha família, que lugar lindo, abençoado! Voltarei ano que vem novamente, já está tudo planejado.

12) Ir a um show da banda Evanescence: Esse é um sonho que creio eu estar longe de ser realizado, a ultima vez que eles vieram pro Brasil foi em 2012 e acho que ainda vai demorar pra voltarem, ainda mais agora que a Amy teve nenê e está dedicando mais tempo ao filho. E viajar pra outro país pra vê-los tocar no momento está fora de cogitação.

13) Dar minha primeira aula no ensino superior com uma camiseta do MUR: Este item era da época em que meu sonho era ser professora universitária, nessa época eu participava do Ministério Universidades Renovadas, então eu queria ter esse gesto para incentivar meus futuros alunos a participar do MUR também. Hoje infelizmente estou um pouco distante do MUR e também não tenho mais um anseio tão grande em ser professora.

14) Viajar para o Equador: Ainda quero ir pra lá, assim como quero ir pra vários outros países (e dentro do Brasil mesmo), mas enquanto não dá a gente sonha.

15) Escrever um livro: Sofro de bloqueio criativo as vezes e esse livro nem chegou a ser imaginado, então vai ser difícil. Talvez um projeto a longuíssimo prazo.

16) Aprender a tocar violão: Minha irmã até estava tentando me ensinar, mas como eu mudei de cidade agora não tenho ninguém pra me ensinar e nem vontade diga-se de passagem.

17) Fazer aulas de inglês: Eu fiz seis meses na Fisk, foi muito proveitoso, mas não voltei mais. Essa minha vida de nômade é complicada, mas eu penso em voltar um dia.

18) Fazer intercâmbio: Esse era um sonho da época da faculdade, agora me parece tão mais distante, acho que isso já é algo que saiu das minhas metas de vida.

19) Comprar uma câmera profissional: Ainda não comprei, mas é algo que desejo muito e em um futuro bem próximo realizarei.

20) Aprender a tocar piano: Idem ao item 16.

21) Comprar uma bicicleta antes de comprar um carro: Não comprei nem um, nem outro.

22) Aprender a andar de bicicleta: Sim, eu não tive bicicleta na infância e agora depois de muito tempo quis aprender a pedalar. Tive alguns momentos de treino, até me aventurei pelo bairro da Maiara quando passei uns dias na casa dela (Obrigada Mai pela paciência) e pelo menos não cai nenhuma vez. Na verdade é só falta de treino porque é super fácil.

23) Ler pelo menos um livro por mês durante um ano: Já falei no item 3 sobre metas, estou tentando abandoná-las porque só me frustro, então estou lendo quando me der na telha, sem pressão, bem tranquila. Este ano li apenas quatro livros, o que eu considero um número bom já que eram livros longos.

24) Perdoar quem me deseja o mal: Olha, essa é uma questão bastante complicada porque na verdade eu não sei exatamente quem são todas as pessoas que me desejam o mal. Eu sei de algumas, mas com certeza tem outras que eu nem imagino. É a vida, não podemos agradar a todos, mas eu adotei o seguinte pensamento: "Aqui só existe o bem, se você me deseja o mal eu te desejo amor, afinal cada um oferece aquilo que tem". (É clichê, mas é a mais pura verdade).

25) Viajar em todas as minhas férias: De uma certa forma eu consegui isso porque em qualquer férias, folga ou feriado que existe na minha vida eu viajo pra casa dos meus pais. Mas aqui eu estava me referindo a viagens turísticas, se for assim também porque a partir deste ano resolvemos com a minha família que vamos pra Aparecida do Norte todos os anos.

26) Fazer uma sessão de fotos com a Evelen: Evelen é uma amiga maravilhosa que faz fotos lindas e tem um coração gigante. Ainda não tive a oportunidade de fotografar com ela, mas isso é questão de (mais) tempo.

27) Montar uma loja: Esse é um sonho que tenho desde criança, afinal quem não quer ser dono do próprio negócio? Mas é algo que requer bastante planejamento e principalmente grana, logo... É, não vai ser agora.

28) Tirar minha CNH: Oh yes baby! Consegui, com muita correria e persistência realizar essa meta. Tive alguns episódios frustrantes como desistir da moto e fazer só de carro, mas tudo deu certo no fim.

29) Deixar meu cabelo crescer até a formatura: Sim, meu cabelo ficou enorme e deu pra fazer um penteado divo.

30) Organizar meu mural de fotos: Eu até organizei, mas como me mudei não permanece mais o mesmo, agora eu estou organizando um álbum que cabe muito mais do que o mural e as fotos ficam mais conservadas, qualquer dia falo sobre isso aqui.

31) Praticar alguma arte marcial: Fui em algumas aulas de Taekwondo e amei, mas não continuei porque era muito tarde e minha casa muito longe, por questão de segurança eu parei, mas gostaria de voltar.

32) Ter móveis planejados no quarto: Primeiro eu tenho que ter um quarto pra chamar de meu, porque alugado não vale.

33) Bordar um quadro em ponto cruz: O bordado sempre esteve presente na minha vida, desde a infância quando aprendi a bordar com a minha mãe e uma tia-avó, depois de aprender o básico virei autodidata e aprendi a fazer avesso perfeito, esconder as pontas e tudo mais, mas nunca me dediquei a um trabalho maior tipo um quadro e era isso que eu pretendia nesse item: bordar e emoldurar. Ainda não realizei, mas a vontade continua.

34) Tomar banho de chuva com alguém especial: Na minha cabeça esse dia seria algo planejado, esperar aquele dia de calor e chuva para realizar, mas foi totalmente diferente, não foi nada planejado e estava frio. Eu e meu namorado estávamos indo ao aniversário de uma colega de trabalho quando desabou água, tomamos aquele banho e chegamos no aniversário encharcados, mas foi divertido, melhor do que se fosse planejado.

35) Seguir meu plano alimentar: Ok, podemos pular esse item? Podemos, então tá.

36) Ter uma casa onde possa cultivar uma horta e um jardim: Esta realização está mais breve do que eu imaginava <3

37) Adotar um cãozinho: Naquela época eu ainda não conhecia o amor pelos felinos, mas depois que conheci não quis mais saber de cachorro não. Tenho duas gatinhas lindas, é nesses itens que  a gente percebe o quanto mudou de opinião.

38) Começar outra faculdade: Ainda não, obrigada.

39) Conhecer pelo menos uma cidade de cada um dos estados brasileiros: Bom, isso ainda está longe de acontecer, até agora conheci Rio de Janeiro (RJ) e Aparecida do Norte (SP), fora as do Paraná que nem sei quantas já conheci, então só 3 estados até agora.

40) Montar um restaurante vegetariano: Mais um plano completamente sem chance, pelo menos por enquanto. Seria maravilhoso, mas nas atuais condições não dá.

41) Customizar roupas: Óbvio que estou fazendo isso porque minha meta é ficar um ano sem comprar roupa e calçado (já foram 8 meses o/), então tenho que me virar com o que eu tenho né, customizar é o que há.

42) Ter uma biblioteca pessoal: Item em andamento e acho que nunca vai encerrar porque pra livros não tenho limites, quanto mais melhor.

43) Fazer um scrapbook para 1 aninho da Anne: Anne é a filha de uma amiga da faculdade e esse item não foi realizado porque quando ela fez 1 ano nós já tínhamos terminado o curso e cada uma foi pra uma cidade e hoje ela já tem 4 anos.

44) Anotar todos os filmes que assistir durante um ano: Não preciso mais disso depois que conheci o Filmow e lá anotei todos os filmes da vida.

45) Escrever um caderno de sonhos: A ideia era a seguinte: toda vez que eu acordar anotar o sonho que tive durante a noite e é óbvio que isso não aconteceu porque eu sempre acordo atrasada e quando teria tempo pra anotar já esqueci o sonho, sempre acontece isso.

46) Parar de tomar refrigerante: Eu nunca fui uma viciada e tomava de vez em quando, mas não me fazia falta então foi bem fácil conseguir fazer isso.

47) Manter uma agenda organizada: Esta foi uma meta muito importante que consegui atingir, pode parecer bobagem, mas eu não conseguia e ano passado depois de uns problemas relacionados a isso eu tomei um choque de realidade de que eu não anotava, logo, não lembrava das coisas. Depois disso eu e minha agenda nos tornamos uma coisa só e uma não vive sem a outra. Está sendo muito boa essa relação, principalmente no trabalho, ela tem me ajudado muito.

48) Viajar para um país que tenha neve: Idem ao item 14.

49) Fazer uma colcha de retalhos ou crochê: Em andamento.

50) Aprender a fazer trança embutida em mim mesma: Desisti de tentar fazer qualquer penteado sozinha, mal consigo fazer chapinha, imagina uma uma trança.

51) Planejar minha própria cozinha: Idem ao item 32.

52) Viajar com minha família toda pra um lugar distante: Idem ao item 11.

53) Organizar as pastas do meu computador: Consegui finalmente e digo que viciei, não consigo mais deixar arquivo largado em qualquer canto e também coisa que não tem mais sentido estar ali. Tenho trauma de memória cheia então vou deletando mesmo. Próximo passo é comprar um HD externo porque né.

54: Aprender a andar de skate: Outro item que desisti por motivos óbvios.

55) Voar de asa-delta: Asa-delta, avião, balão, tô querendo voar de qualquer coisa, mas claro ainda não consegui.

56) Subir em um morro pra rezar: Queria fazer isso no morro dos Freis em Guarapuava, mas agora não moro mais lá e não sei quando vou voltar.

57) Terminar de ler a Bíblia: Agora eu entendo que a Bíblia não é um livro qualquer, então ele não deve ser lido assim do início ao fim como se fosse só mais um livro, mas deve ser lido aos poucos, com reflexões e boas interpretações. Um dia eu quero ler ela toda, mas de outra forma.

58) Aprender a jogar xadrez: Mais um item que falhou, na verdade faltou paciência e um bom professor (né Adriano?).

59) Jogar paintball: Aqui no interioR não tem dessas coisas, então acho que vai demorar.

60) Viajar de avião: Idem ao item 55.

61) Estar em 3 lugares ao mesmo tempo: Existe uma cidade no Paraná chamada Barracão onde fica a fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, lá você pode realizar essa façanha, que eu ainda não fiz claro.

62) Tirar uma foto com a trupe  O Teatro Mágico: Pra mim não bastava ir no show, eu queria foto, queria abraço... E CONSEGUI! Mas não com todos, apenas com o Fernando Anitelli que é o vocalista, mas foi o que bastou pro meu sonho se concretizar. Ele é um amor e o show foi o melhor da minha vida.


63) Aprender a nadar: FUÉN! Eu tenho muito medo de me afogar, então acho que esse é um dos itens mais difíceis. No começo do ano fiz rafting no Rio Tibagi que é gigante, só Deus sabe o tamanho do medo que eu passei, mas curti pra caramba, um grande passo.

64) Conhecer as Cataratas do Iguaçu: Idem ao item 14.

65) Voltar ao Rio de Janeiro: Conheci o Rio em 2011 (acho que foi esse o ano), e foi lindo, maravilhoso como todos dizem, eu gostei muito de lá e até voltaria, mas tenho outros lugares na fila antes.

66) Começar a escrever "O fato é que...": Sinceramente nem lembro do que se trata isso, deve ser algum projeto pro blog que ficou esquecido.

67) Voltar a morar sozinha: Morar sozinha é uma experiência que gosto muito, claro que dá aquela saudade sempre, mas ultimamente não estou tão sozinha assim o que me deixa mais tranquila.

68) Escrever novamente pra Stefanie: Quando eu era criança minha tia foi pra Áustria e trouxe diversas doações para crianças do Brasil e junto com as doações cartinhas das crianças de lá. Minha tia pediu pra que eu respondesse uma dessas cartas e contasse como era o Brasil e minha vida aqui, ela traduziu e enviou pra Stefanie, uma dessas crianças de lá. Eu nunca tive resposta e quis escrever novamente para ela e saber como está hoje depois de tantos anos. Eu tinha o endereço dela e escrevi em inglês, pra não precisar da tradução pro alemão, mas novamente não tive resposta alguma, não sei se ela não mora no endereço que eu tinha ou simplesmente não quis responder, nunca vou saber.

69) Voltar a participar de algum grupo na igreja: Como falei no item 13 eu participava do MUR, aqui onde moro não tem o grupo e até tentei participar de outros, mas todos são longe e muito tarde. Não tenho com quem ir, infelizmente não estou participando de nenhum.

70) Fazer turismo por Curitiba: Ano passado morei 2 meses lá e não fiz turismo nenhum, só trabalhei e trabalhei. Pra fazer turismo tem que ir só pra isso senão não faz.

71) Ir para o Jesus no Litoral: Idem ao item 69.

72) Aprimorar meu Espanhol: Eu fiz curso por dois anos e arrisco alguma coisa, mas sem treino e sem aprimoramento a gente acaba esquecendo né? Então devo estar esquecendo muito porque não aprimorei nada.

73) Começar a fazer sorteios no blog: Idem ao item 3.

74) Fazer um piquenique: Ainda está nos planos.

75) Conhecer pelo menos 5 novas bandas/cantores: Isso é um conhecimento contínuo e a cada dia conheço músicas lindas.

76) Ter alguma coleção: Idem ao item 42.

77) Adotar uma cartinha do Natal dos Correios: Ainda não realizada.

78) Ir para Fernando de Noronha: Idem ao item 14.

79) Criar um cartão de visitas: Ainda não realizado.

80) Tirar meu passaporte: Ainda não realizado.

81) Fazer um caderno de receitas: Em andamento.

82) Aprender libras: Ainda não realizado.

83) Assistir todas as temporadas de Fringe: Meu objetivo de séries mudou muito e as que eu gostava antes não me interessam mais.

84) Assistir todas as temporadas de Psych: Idem ao item 83.

85) Postar no blog sobre todos os livros que ler: Em andamento.

86) Comprar uma bolsa decente, durável e linda: Realizado.

87) Ir ao cinema sozinha: Ir ao cinema tornou-se um evento raro porque aqui onde moro não tem cinema, então quando vou tem que ser em outra cidade e nunca estou sozinha.

88) Organizar uma agenda com endereços e telefones: Realizado.

89) Finalizar o projeto 365 de 2013: Esse projeto consistia em tirar uma foto por dia durante um ano, fiquei sem minha câmera por isso parei com o projeto.

90) Voar de balão: Idem ao item 55.

91) Experimentar pelo menos 5 alimentos novos: Desisti.

92) Comprar o domínio do blog: Desisti.

93) Fazer clareamento dentário: Ainda não realizei.

94) Participar de um desafio literário: Desisti.

95) Comprar uma máquina de costura: Ainda não realizei.

96) Fazer um curso de fotografia: Ainda não realizei.

97) Plantar uma árvore e acompanhar seu crescimento: Ainda não realizei.

98) Convencer outra pessoa a fazer a lista 101: Algumas pessoas me disseram que iriam fazer, mas nunca fui conferir pra ver se realmente fizeram.

99) Fazer uma nova lista quando acabar esta: Não vou fazer, pelo menos não uma tão grande, hoje eu percebi que quando temos muitas metas acabamos não realizando nenhuma. Claro que ainda tenho várias coisas em mente, mas não vou mais fazer uma lista absurda dessa porque vou me frustrar.

100) Realizar pelo menos metade das metas: Com certeza eu falhei.

101) Postar no blog a realização da maioria dos itens: Estou fazendo isso agora.

Ufa! Obrigada se você leu até aqui porque é muita coisa e hoje vejo que essa lista foi uma loucura, não estou mais nessa vibe de listas enormes, minhas metas hoje em dia são pequenas e se resumem em uma só: ser feliz! E a felicidade está escondida em pequenas coisas, simples e poucas. Hoje eu entendo tudo isso e a conclusão que tirei dessa lista enorme foi de que não adianta traçar muitas metas, você acaba se frustrando por não conseguir cumpri-las. Claro algumas coisas eu realizei e foi lindo, mas outras considero até bobas de se querer. Meus gostos e prioridades mudaram muito, mas foi legal relembrar tudo isso.


Algumas coisas que me fazem feliz


  • Dormir com barulho de chuva
  • Ouvir o ronronar das minhas gatinhas
  • Quando as gatinhas sobem no colo sem eu chamar
  • Mãos entrelaçadas
  • Pintar as unhas do pé com esmalte escuro
  • Não ter hora pra acordar
  • Viajar pra casa dos meus pais
  • Abraçar pessoas cheirosas
  • Receber carta/e-mail longos
  • Cheiro de livro novo
  • Banho quente
  • Fazer planos antes de dormir
  • Vestir roupa azul
  • Voltar pra casa
  • Acabar com a tinta de uma caneta
  • Beijo na testa
  • Ver fotos antigas
  • Chá quentinho
  • Finalizar uma tarefa antes do prazo
  • Apreciar um jardim florido
  • Andar à cavalo
  • Colo de pai e mãe
  • Abraço coletivo em família
  • Respirar o ar puro do sítio
  • Longas conversas
  • Sentir o gosto azedinho do maracujá
  • Demonstração gratuita de afeto
  • Descobrir desenho em nuvens
  • Ouvir música calminha
  • Fazer listas


Inspirado no blog: Chez Noelle